• escaladaurbanacwb

"Acho a escalada urbana incrível": confira a entrevista com a escaladora Camila Macedo.

Conquistadora de diversos títulos e medalhas em eventos competitivos de escalada, Camila Macedo com certeza é um dos grandes nomes do esporte brasileiro. Atual campeã brasileira de escalada de velocidade, três vezes campeã brasileira e bicampeã paranaense de boulder, Camila nos concedeu uma breve entrevista sobre a sua trajetória na escalada e também sobre o que pensa em relação à escalada urbana. Confira também algumas fotos da escaladora em pontos de escalada nas cidades de Curitiba e Florianópolis, sob autoria dos Fotógrafos Roniel Fonseca e Gabriel Azevedo.

Camila Macedo em ação no muro do Hospital das Clínicas, Curitiba-PR. Foto: Roniel Fonseca.


- Falando um pouco sobre você, como foi seu início na escalada e quais são seus locais preferidos para escalar?


"Meu nome é Camila Macedo, tenho 38 anos e escalo desde os 29. Meu lugar preferido é Boulder em qualquer lugar, mas depois de conhecer, um pouco, Fontainebleau confesso que deve ser lá meu lugar favorito... Mas Caiobá é meu lugar favorito perto da minha casa. Eu comecei a escalar porque um amigo me levou para conhecer um setor de escalada em Corupá, vi pessoas escalando naquele dia e depois procurei uma academia em minha cidade."


- Uma via ou boulder de escalada que você gostaria de compartilhar, um que você gostou, sofreu, trabalhou ou que é o seu orgulho.


"Mandei o "Melhor deixe com certeza" no morro do Anhangava em 2015, mas não precisei malhar muito. Agora, o Boulder que mais trabalhei e me deu maior sensação de superação foi o "El Treino" na Ilha do mel."

Camila Macedo no Museu Oscar Niemeyer durante o Projeto Clandestinos, projeto que visa analisar e incentivar o debate sobre a ocupação de espaços públicos para atividades esportivas ou lazer. Foto: Gabriel Azevedo.


- Qual é a sua relação com a escalada urbana? Já foi uma rotina da sua vida como atleta, treinar em locais como monumentos, muros ou praças?


"Já fiz session no HC quando comecei a escalar. Depois participei do projeto do fotógrafo Roniel Fonseca e mais tarde do projeto Clandestinos do fotógrafo Gabriel Azevedo que rolou em Curitiba e Florianópolis."


- Qual a sua opinião sobre a escalada urbana, você acha que a mesma pode ajudar na democratização do esporte?


"Acho a escalada urbana incrível. Além de ajudar a divulgar o esporte, a escalada na cidade é uma forma de expressão, criatividade e além disso rendem bons treinos!"

Camila Macedo escalando na Biblioteca da UFSC em Florianópolis-SC durante o projeto Clandestinos. Foto: Gabriel Azevedo.


- Nesse momento de Pandemia como tem mantido seus treinos e qual o seu maior sonho para o futuro do esporte?


"Eu tenho um murinho em casa e também na casa do meu técnico, estou treinando nesses dois. Meu sonho é ver uma escaladora brasileira ser campeã mundial."


- Qual o recado que você deixa para quem esta começando a escalar?


"Pra quem quer começar a escalar ou tá começando, aconselho procurar uma academia na sua cidade e fazer cursos de segurança e escala em rocha. Procure um professor (formado) para passar treinos de forma segura e com o tempo você vai evoluindo e aprendendo a curtir mais ainda a sua escalada!"


-


Camila não é somente um exemplo para o meio da escala, mas também para nossas vidas pelo seu foco, disciplina e determinação, temos muito orgulho de ti. A equipe Escalada Urbana CWB agradece desde já a sua contribuição para o Blog. Bons ventos!



“A escalada é um esporte que oferece riscos, sendo uma atividade inerentemente perigosa por isso, orientamos a quem gostaria de praticar essa atividade, que procure estar com pessoas experientes para receber instruções de segurança. Uma escalada é segura quando realizada com procedimentos e técnicas adequadas. Para aqueles que possuem interesse em começar a praticar, sempre procurem ginásios de escalada indoor, clubes de montanhismo ou agências de turismo de aventura que tenham profissionais qualificados que disponibilizam cursos de escalada tanto indoor como para a prática na rocha, sendo possível utilizar as técnicas em espaços urbanos. Vale ressaltar que cada um é responsável por si mesmo e pelos seus parceiros.”

Curitiba PR   -   escalada_urbana_cwb@outlook.com   -   (41) 99898-1801

  • Instagram Escalada Urbana CWB